Obrigada, Padre Zé Tó

Na vida de todos nós acontecem momentos destes: pessoas, acontecimentos passam por nós, marcam-nos e pelos motivos mais diversos seguem caminhos diferentes.
É o que acontece com o Padre José António que nos últimos seis anos serviu a Igreja na Paróquia de São Miguel da Sé em Castelo Branco. E este ano vai para outras paróquias.
Na Obra de Santa Zita quisemos agradecer com um gesto simples. “Assinalamos na Eucaristia, o final de uma etapa que fizemos, com o Padre José António, ou melhor que ele foi fazendo e construindo com tantas crianças e outras pessoas que, ao longo dos anos, passaram pela Obra de Santa Zita.
Queremos agradecer a Jesus a vida, o sacerdócio, a amizade, a disponibilidade, a paciência que teve para connosco; agradecemos o dom que foi e que vai continuar a ser para cada um de nós.
Queremos confiar a Jesus a sua vida nesta nova etapa e pedir que o continue a abençoar e toda a sua acção se torne fecunda, junto daqueles para onde o Senhor o envia”.
O Padre “Zé Tó” como é mais conhecido entre amigos também nos deixou uma mensagem bela e desafiadora:
“Embora às vezes possa parecer que estas crianças “não estão aqui” não desistam de ser a ponte entre Jesus e elas; isto é fazer o Reino acontecer; é ser missão.
Nós somos os enviados de Jesus, não temos nem levamos grandes coisas mas tendo Jesus connosco para o dar aos que se vão cruzando connosco, continuai esta Missão.
Eu sinto a Obra de Santa Zita como minha segunda casa, por isso continuamos unidos”.
No final da celebração as crianças presentearam o Padre Zé com um livro: uma página, uma sala, representando a Instituição e o percurso de tantas outras que passaram e passam pela OSZ Castelo Branco. Obrigado Padre José António.