Braga Celebra a festa da Família

Foi num ambiente de festa ainda natalícia, que no dia 06 de Janeiro se celebrou e vivenciou a Festa da Família, na casa de Santa Zita em Braga, organizada pelas Cooperadora da Família.

Esta linda tarde começou com o acolhimento a cerca de 115 pessoas, que se foram ambientando com a preparação dos cânticos que iriam animar os vários momentos desta tarde, particularmente a Eucaristia, cuja preparação esteve a cargo do grupo coral do Seminário de Fraião.

O momento alto foi a celebração da Eucaristia presidida pelo Rvdº Cónego Manuel Joaquim, Pároco da Sé Primaz de Braga, que na Homilia saudou todas as famílias presentes convidando-as, tal como os Magos a serem anunciadores da “Palavra” e do amor de Deus que nasce numa família, atravessa os séculos e se faz história na vida dos homens. Deus Amor que se fez carne e vem despertar para a Beleza do encontro do Amor de Deus e da humanidade. Lembrou que: “quando a mensagem vinda da Família de Nazaré é buscada e acolhida, ela preenche os mais profundos anseios de uma família. Traz paz, alegria e gozo no coração. Dá significado à nossa existência e faz-nos pessoas felizes”.

No final da Eucaristia 7 casais do Movimento por um lar Cristão (MLC) receberam o quadro da Sagrada Família e foram convidados a imitar e comtemplar esta Família Sagrada, onde existe verdadeiro amor e solidariedade entre os seus membros. Uma família unida nos bons e maus momentos, que escuta e que ama. Apelou a serem famílias anunciadoras da alegria e da esperança para que o reflexo da sua vida extravase para outras famílias e nas relações com os outros.

Seguiu-se o momento que simbolizou os reis do oriente, que vieram a Belém adorar o Menino Deus e oferecer seus presentes. Tal como os Magos, as famílias que receberam o quadro da Sagrada Família foram oferecer seus presentes ao Menino:

  1.  Oferecemos ao Menino o presente de: Tomá-lo como único Caminho da nossa vida e a viver em comunhão com Ele. Presente simbolizado no quadro que nos foi entregue e que conduz à Fonte que é a Sagrada Família de Nazaré.
  2.  Oferecemos a Jesus a vontade de ouvir a Sua voz de bom Pastor. Por isso, trazemos como presente a nossa própria Bíblia com o compromisso de rezarmos a Sua Palavra.
  3.  Trazemos para oferecer ao Menino estas alianças, são as nossas alianças. Nelas simbolizamos a fidelidade e compromisso assumido ao constituir família segundo o plano de Deus e ao qual queremos ser fiéis.
  4.  Oferecemos ao Menino estas Sementes. Nelas simbolizamos a esperança dos frutos que queremos fazer frutificar ao longo do ano na nossa família e nas famílias ao nosso redor.
  5.  Oferecemos esta vela acesa. Nela simbolizamos o desejo de avivarmos e vivermos a nossa fé no seio da nossa família
  6.  Trazemos um tesouro. Este tesouro é um coração. Este coração simboliza nós mesmos, a nossa vida, o que temos e somos. Como a Família de Nazaré, queremos deixar que Jesus nasça no nosso coração e no coração de todas as famílias.
  7.   Todos os nossos presentes se resumem a um só: O Amor. O amor na nossa família, aos nossos amigos, amor aos que vivem em dificuldades e aos que mais sofrem.

Depois da intensidade destes momentos seguiu-se a entrega de mensagem, cantares ao Menino e um alegre convívio entre todos.

Manuela caldeira